QUIMIOTERAPIA E SEUS IMPACTOS NA VIDA SEXUAL DA MULHER

QUIMIOTERAPIA E SEUS IMPACTOS NA VIDA SEXUAL DA MULHER

Em Quarta, 01 Março 2017. Postado em Tratamento Oncológico

Mulheres submetidas a tratamento quimioterápico para o câncer de mama costumam relatar um empobrecimento em sua vida sexual, entre eles problemas relacionado à lubrificação vaginal e dor à penetração. Esses problemas podem se agravar com o tempo e a idade dessa mulher/ paciente.1

Os sintomas da menopausa induzidos pela quimioterapia contribuem para diminuição da atividade sexual – como por exemplo o ressecamento vaginal.2

As mulheres que apresentam o ressecamento vaginal são impactadas no seu relacionamento e isso demonstra ser um fator determinante da função sexual, e se mostra muitas vezes mais importante que os fatores relacionados com os problemas físicos e químicos decorrentes do próprio tratamento.1

É importante que a mulher conheça o seu corpo, e busque as alternativas junto ao seu médico, para o tratamento em casos de ressecamento vaginal. E pode-se dizer que isso é um fator decisivo para a qualidade de vida e autoestima dessa mulher.

Referencias: 1- Lotti RCB et al. Impacto do Câncer de Mama na Qualidade de Vida: Revista Brasileira de Cancerologia 2008; 54(4): 367-371. 2- Conde DM, Pinto-Neto AM, Cabello C, Sá DS, Costa- Paiva L, Martinez EZ. Menopause symptoms and quality of life in women aged 45 to 65 years with and without breast cancer. Menopause. 2005;12(4):436-43. Epub 2005 Jul 21.



Dr Marcus Sá
Clinica Médica
CREMERJ 38.658-1

Os conceitos e informações presentes no material são de responsabilidade única e exclusiva do autor, não refletindo obrigatoriamente a opinião da Merck.