• Menopausa

    Menopausa O ressecamento vaginal é costumeiramente consequência da baixa produção de hormônios, sendo muito comum no período da menopausa feminina. Eles ficam acentuados a partir dos 45 anos, em média. O desaparecimento dos folículos ovarianos aumenta por volta dessa idade e a flutuação nos níveis hormonais reduz em até 50% a chance de ovulação a cada ciclo e são os principais responsáveis pelos sintomas clássicos da aproximação da menopausa: irregularidade do ciclo e do fluxo menstrual, ondas de calor e de suores e ressecamento da mucosa vaginal. Eles atingem 80% das mulheres, em algum momento da transição. A maioria desses sintomas têm duração limitada, em geral de quatro a cinco anos a contar do início da perimenopausa, com exceção do ressecamento vaginal, cujo efeito é duradouro. Nesta fase, o uso de cremes e géis hidratantes de aplicação local trazem de volta o bem-estar na hora da relação sexual.
  • Pós-parto

    Pós-parto Na gravidez, a produção de estrogênio no organismo feminino aumenta muito (até mil vezes). Depois de dar a luz, a sua concentração no sangue diminui de forma brusca até os níveis anteriores à gestação e os níveis de progesterona aumentam de forma desproporcional. Como consequência, os tecidos das paredes vaginais se atrofiam e se tornam menos elásticos, causando uma secura na área que pode dificultar as relações sexuais e causar desconforto maior se você amamenta o seu filho. Porém o ressecamento vaginal é um transtorno comum e tratável do pós-parto que está relacionado com essas alterações hormonais durante e após a gravidez e a amamentação. Não tenha vergonha de conversar com seu parceiro e seu médico. O uso de géis hidratantes intravaginais pode ajudar bastante durante essa fase de desconforto.
  • 1
  • 2
  • Como sei que estou utilizando a quantidade correta?

    O aplicador descartável que acompanha o Hidratante Intravaginal possui um mecanismo que quando preenchido conforme instruções de uso fornece 3g de gel, quantidade indicada por aplicação.

    Pode ser utilizado como lubrificante íntimo antes da relação sexual?

    Sim, porém, se aplicado regularmente, não haverá necessidade da aplicação anterior ao ato sexual, já que o hidratante intravaginal é um tratamento para o ressecamento vaginal.

    Por quanto tempo deve-se utilizar?

    Pode ser utilizado de forma contínua ou a critério médico.

    Quais as precauções para utilização?

    Utilizar o Hidratante Intravaginal sob supervisão médica.
    Indicado somente para uso intravaginal.
    O produto pode ser utilizado durante a menstruação.
    Caso ocorra irritação local, suspensa o uso e procure o médico.
    Não utilizar o produto após a data de validade.
    Os aplicadores são descartáveis, após o uso inutilizá-los.
    Não utilizar o produto caso a embalagem esteja violada.
    Manter fora do alcance de crianças.
    Conservar e armazenar o produto em temperatura ambiente (15ºC a 30ºC),
    protegido da luz, calor e umidade.

    Quais os efeitos indesejados do hidratante intravaginal?

    Até o momento não há relatos de efeitos indesejados com a utilização do Hidratante Intravaginal. Este produto é contraindicado em caso de hipersensibilidade a qualquer um dos componentes da formulação.

    Como deve ser armazenado?

    Conservar em temperatura ambiente (entre 15ºC a 30ºC) e protegido da luz, calor e umidade.

  • 1